Quer Vender?

Contacte-nos para saber como

Compramos coleções ou peças isoladas de moedas, notas, selos, condecorações militares, medalhas, postais antigos, cartas antigas, manuscritos, antiguidades e outros artigos colecionáveis.

Saiba mais

Envie-nos a sua lista de faltas

Moedas monarquia | República | Estrangeiras | Ex-colónias | Selos

 

Informamos que por norma não fazemos envios à cobrança e só fazemos envios em correio registado, não aceitando pedidos de envio em correio normal.

Os portes de correio e o seguro do envio quando solicitado, são por conta do comprador.

Dado à diversidade dos nossos produtos, não nos é possível fazer simulação dos custos de portes no ato de efetuar a encomenda, pois temos de ter em conta os pesos e dimensões bem como a fragilidade de alguns dos nossos produtos que obrigam a uma embalagem mais cautelosa. Por esta razão, os custos de portes só são informados aquando a nossa resposta por e-mail à sua encomenda.

 

Exemplos de custos portes mais vulgares para as nossas encomendas: 

Âmbito nacional por expedição via CTT em correio Verde Registado. (actualização preços dos serviços CTT em Março 2020)

Encomendas de moedas de 1 grama até 1500 gramas, desde que caiba dentro de um envelope almofadado 220x160 mm, o custo dos portes é de 4,30€. 

Encomendas de maior dimensão até 2000 gramas, desde que caiba dentro de um envelope almofadado 220x320 mm, o custo dos portes é de 5,75€.

Outras alternativas ou situações sob consulta.

 

Âmbito Internacional por expedição via CTT e correio registado com Aviso de Receção.

Encomendas moedas de 1 grama até 1500 gramas, desde que caiba dentro de um envelope almofadado 220x160 mm, o custo dos portes é de 8,50€.

Outras alternativas ou situações sob consulta

 

Aconselhamos o comprador a solicitar sempre o envio com seguro de valor declarado e em caso de extravio ou perda da encomenda devidamente justificada só reembolsamos a indeminização recebida pelos correios. Abaixo anexamos informação disponível divulgada no “Portal do Consumidor da ANACOM”.

 

Atraso ou extravio de correio nacional

Nos envios nacionais, só existe direito a indemnização em caso de extravio, furto ou dano de correspondências ou encomendas registadas ou com valor declarado. Nesses casos, o direito à indemnização é do remetente. No entanto, esse direito pode transferir-se para o destinatário, caso o remetente lhe atribua esse direito ou, no caso das encomendas registadas ou com valor declarado, se o destinatário assinar o recibo de receção da encomenda e indicar que esta se encontra danificada.

No caso de envios com valor declarado, o valor da indemnização será o valor declarado. Nos restantes casos, será o valor real da perda com os seguintes limites:

20 vezes a taxa de registo paga na correspondência e nas encomendas até 5 kg;

30 vezes a taxa de registo paga nas encomendas de 5 a 10 kg; e

40 vezes a taxa de registo paga nas encomendas com mais de 10 kg.

A taxa de registo é o preço pago pelo envio da correspondência ou da encomenda.

Não há direito a indemnização nos casos de extravio, furto ou dano de correio não registado, bem como em caso de atraso do correio.

 

Atraso ou extravio de correio internacional

No correio internacional, em caso de extravio, furto ou dano de objetos enviados em correio registado, o remetente tem direito a uma indemnização cujo montante máximo corresponde a:

cerca de 34,75€ na correspondência registada; e

cerca de 46,33€ nas encomendas, acrescida de cerca de 5,21€ por cada kg.

Não há direito a indemnização nos casos de extravio, furto ou dano de correio não registado, bem como em caso de atraso do correio.

 

Violação de correio

Se recebeu uma carta ou encomenda violada, com ou sem o seu conteúdo, e sem prejuízo da reclamação ao operador, recomendamos que apresente queixa junto da Polícia de Segurança Pública ou da Guarda Nacional Republicana da sua área de residência. Em alternativa, pode contactar diretamente o Ministério Público ou o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) junto do tribunal da área onde os factos se verificaram.”

 

Estaremos sempre à sua inteira disposição para esclarecer qualquer dúvida que tenha, por isso não hesite em nos contactar.

Saudações Numismáticas,

Luís Vieira